terça-feira, 10 de fevereiro de 2015

(93) Tudo em excesso faz mal, até mesmo os elogios!


 Hoje quero falar de algo que notei em casa.
 Tenho dois filhos lindos, um menino mais fofuxo e uma menina bem magrinha.
A comparação entre eles acaba sendo inevitável, mas algumas pessoas ao fazerem os comentários não se lembram de que se trata de duas crianças muito espertas  que prestam muita atenção no que estão dizendo ao seu redor.

Eles ouvem muitas vezes frases do tipo:

"Como ele é gordinho"
"Olha essas dobrinhas"
"Nossa, tomara que você fique magrinha assim pra sempre"
"Tomara que você não engorde"
"Fica assim que é mais bonito"

Em casa isso reflete de uma maneira pouco positiva. Pois, meu filho que é fofuxo tem se conformado com isso e achado normal as pessoas o chamando de gordo, gordinho... eu amo como ele é, mas me preocupo com a saúde dele, costumo dizer que ele é minha delícia.  Ele tem emagrecido  naturalmente de forma saudável, pois tem feito muitas atividades físicas e a alimentação dele é muito boa. Come porcaria? Come! Mas não abre mão das principais refeições. Com ele nem me preocupo tanto, pois ele está na fase de estiramento, e sei que a tendência é esticar mesmo e afinar. Já minha filha, a miss... ela sim me deixou preocupada há uns dias atrás, quando começou a dizer que comeria pouco pra não engordar mais.
OPA! Peraí, mas ela não é magrinha???
Sim, mas de tanto todo mundo falar que ela é magra e que tem que ser assim, ela começou a colocar na cabeça que PRECISA SER ASSIM.
Disse-me outro dia que estava gorda (beliscando a pele da barriga).

Conversei muito com ela e expliquei que ela pode sim engordar um pouquinho pois ela é muito magra, e que se ela engordar ela não vai ficar feia.

Bom... esse texto é só um desabafo meu.
Gostaria muito que as pessoas prestassem mais atenção naquilo que falam pra uma criança, pois as palavras podem ser positivas mas também podem trazer resultados desastrosos.

Se eu não estivesse atenta às questões dela, muito provavelmente minha filha teria chances de desenvolver uma anorexia infantil.

Portanto, prestem atenção:

GORDURA NÃO É SINAL DE SAÚDE, MAS MAGREZA TAMBÉM NÃO!

Fica a dica!

0 comentários:

Postar um comentário

Facebook